• mariabianchinibarrozo

Crescimento da Energia Solar no Brasil

Atualizado: Out 26

Com a atual crise hídrica e o consequente aumento do preço da conta de luz no Brasil, o presidente do Conselho da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Ronaldo Koloszuk, prevê que o setor de energia solar atinja um crescimento de 100% em 2021. Somente nos últimos três anos o número de instalações de painéis solares nas residências brasileiras subiu 2.000%. Em setembro deste ano, cerca de 230 mil geradores de energia solar foram instalados no país, segundo dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Em agosto, o Brasil atingiu o marco de 10 GW de potência instalada, colocando-o na 14º posição no mundo.




Cerca de 60% da energia elétrica utilizada no Brasil provém da matriz hidráulica, porém, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, diz que o objetivo é diversificar as matrizes energéticas brasileiras para que no ano de 2030 o Brasil haja reduzido para 40% sua dependência da matriz hidráulica. A condição geográfica do Brasil é a responsável por tornar essa mudança possível, pois a incidência solar é alta em todas as regiões e o Nordeste é abastado da matriz eólica.


“Nos últimos 20 anos, já houve uma grande diversificação com a redução do papel da hidrelétrica e o aumento do papel da eólica, do bagaço da cana-de-açúcar, da energia solar, as térmicas também cresceram. E isso é importante para a segurança energética. Agora, é importante continuar com essa diversificação. As fontes renováveis podem ter um papel ainda maior na matriz elétrica nacional.” disse o professor da Coppe/UFRJ, Mauricio Tolmasquin.


A energia solar faz parte do agronegócio brasileiro há tempos. Porém, foi em 2012 que a Aneel criou a Resolução Normativa 482, que regularizou o sistema de créditos e possibilitou a implementação dos sistemas On-Gridd de geração de energia. Esta regulamentação possibilitou que as residências passassem a gerar energia solar sem se preocupar com as baterias, que encareciam o preço do sistema. Assim, com a popularização cada vez maior da energia solar, o preço foi diminuindo e esta energia foi se tornando cada vez mais acessível.


A previsão é que nos próximos 10 anos o Brasil atinja o marco de 40 GW de potência instalada. De acordo com Paulo Cesar Domingues, o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, cerca de 28% de todo investimento no setor elétrico brasileiro será em energia solar, algo em torno de R$ 100 bilhões. "Temos um potencial enorme de energia, solar, eólica, um potencial hidráulico ainda não totalmente aproveitado. Então, o Brasil é grande referência e é respeitado no mundo todo com essa potencialidade e também de novas tecnologias que estão surgindo. O Brasil pode ser um grande produtor, consumidor e exportador energético para o mundo todo nesse processo de transição energética mundial.", acrescentou.


A energia solar vem se tornando cada vez mais presente no setor energético. Além da necessidade iminente de migrar para fontes de energia renováveis, a segurança energética proporcionada por um sistema de energia solar fotovoltaica, a economia na conta de luz e o lucro gerado após o retorno do investimento fazem com que a energia solar seja energia do presente, que gerará a energia para a construção de um futuro próspero e sustentável.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo