• Luiz Fernando Tiberto

Energia solar no Brasil cresce mais de cinco vezes em dois anos; veja como funciona

Atualizado: Set 8

A instalação do sistema de captação solar é simples, mas os preços de compra dos equipamentos podem ainda ser um obstáculo.





No entanto, em dois anos, a instalação do sistema já cresceu em cinco vezes – dando um salto de 588,7 MW para 3 mil MW (ou 3GW) até julho desse ano, representando uma variação de 410%. Atualmente, há 255 mil sistemas instalados no país, sendo que 72,4% desses estão em residências de pessoas físicas.


Como ter um sistema solar em casa?


Essa é a dúvida de muitas pessoas, o interessado deve nos contatar para realizarmos os cálculos e estudos necessários do local, no intuito de descobrir quantos módulos fotovoltaicos serão necessários para suprir a demanda energética do imóvel. Assim que esses estudos forem concluídos, será feita a instalação, formada por duas partes principais: os módulos e o inversor. 


De quantos painéis solares eu preciso? Clique aqui e saiba mais.


Como funciona o sistema de energia solar? 


Esses módulos, geralmente instalados no telhado, captam a luz solar a transformando em energia elétrica, lembrando que a fonte de energia não é o calor do sol, mas, sim, a luz.


Essa energia produzida pelos painéis está em corrente contínua, como as que são usadas em pilhas e baterias de smartphones, por exemplo. Já as tomadas de uma casa, utilizam corrente alternada, o inversor é responsável por alternar entre os dois tipos de correntes. Depois dessas duas etapas, a captação de luz solar e a conversão de corrente alternada, a energia está pronta para uso. A distribuidora da sua região instalará um relógio bidirecional, que vai medir o que entra e sai de energia elétrica no imóvel, fará vistorias de regras de segurança e, o mais importante: a ligação do sistema.


É importante que seja instalado esse medidor bidirecional para que seja calculado não só o que entra de energia, mas os excedentes, que poderão ser vendidos por você, garantindo um desconto na próxima fatura.


Em alguns casos, pode ser necessário trocar o padrão de entrada, que faz a conexão da residência com a rede, lembrando que este procedimento não mexe na fiação interna. Porém, de acordo com especialistas, não é comum.


Independentemente do consumo, o custo de utilização da rede de energia continua sendo pago. Além disso, caso a redução de energia fotovoltaica não alcance a necessidade de consumo da casa, a diferença, será paga, logicamente, uma vez que a energia disponibilizada para cobrir esse excesso veio da distribuidora. Por exemplo, em uma casa em que foram utilizados KW no mês e a produção ficou em 300KW, a tarifa será cobrada em cima dos 200KW consumidos da rede. O custo de disponibilidade da rede custa entre 30, 50 ou 100KW/h/mês, conforme o tipo de energia de sua casa, se é monofásica, bifásica ou trifásica. O valor para cada modalidade varia de acordo com a distribuidora.


Quanto custa a instalação de um sistema de energia solar doméstico? 


Gerar energia pelos módulos é mais barato do que comprar pela rede. Porém, antes de decidir pela mudança de geração, o consumidor deve considerar o preço de instalação do sistema. Nos últimos dez anos, o preço da tecnologia caiu mais de 85%. A energia elétrica vem aumentando, puxa a inflação, e a fotovoltaica cai. Além de ser mais barata, é limpa e sustentável.



O custo de instalação do sistema varia entre R$25 mil a R$30 mil. Uma residência média, no Brasil, com quatro pessoas, com consumo em torno de 190KW/h por mês, vai precisar de um sistema que custa entre R$10 e R$15 mil. Com  o sistema fotovoltaico, o valor pago pelo consumidor a distribuidora, pode reduzir em até 98%.


Para aqueles que não tem condições de fazer o investimento inicial, há várias linhas de financiamento para energia solar fotovoltaica, que variam de 5 a 10 anos para pagar. Segundo a Absolar, há cerca de 70 linhas de financiamento específicas para esse setor, entre bancos públicos e privados.


Em quanto tempo o consumidor residencial consegue ter um retorno do investimento? 


O tempo de retorno varia. Segundo cálculos da Absolar, pode ficar entre 4 e 7 anos. A garantia de duração é de 25 anos.


Como é feita a manutenção das placas solares? 


Se o equipamento estiver instalado em bom ângulo de inclinação, a própria chuva realiza a limpeza das placas. As empresas que fazem a instalação costumam disponibilizar esse suporte. Depois de 10 a 15 anos de instalação, será preciso fazer uma revisão no inversor, se for necessário fazer a troca, o valor fica em torno de 30% do total gasto no sistema, explica o especialista.


Valorização do imóvel


Segundo especialistas, a tecnologia solar costuma ajudar na valorização do seu imóvel, em uma eventual venda. É possível quando o morador mudar de casa, levar consigo o equipamento, mas, pelo acréscimo no valor da propriedade, por causa da tecnologia previamente instalada, pode valer a pena deixar o equipamento na casa antiga e instalar um novo na nova casa, até mesmo mais moderno. 


Conclusão


O sistema de geração de energia por meio de placas solares fotovoltaicas tem crescido bastante nos últimos anos, podendo se tornar uma grande potência em um futuro próximo aqui no país. Esse sistema auxilia tanto no desenvolvimento econômico, na sustentabilidade e principalmente no seu bolso!


5 visualizações

NOSSA EMPRESA

A Evosolar é uma empresa integradora de energia solar fotovoltaica focada na sustentabilidade do planeta, gerando economia na conta de luz e satisfação para nossos clientes.

NOSSAS UNIDADES

Horários

Seg-Sex: 9:00 - 18:00

​​Sábado: 9:00 - 13:00

  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

© 2018.  Created by Evosolar