• mariabianchinibarrozo

O Estado do Rio de Janeiro Tem A Tarifa Mais Alta de Energia do Sudeste

Dentre os estados da Região Sudeste, o estado do Rio de Janeiro tem a tarifa de energia elétrica mais alta, com um custo correspondente à R$ 7,02 a cada 100 KWh. Este custo não engloba as bandeiras tarifárias, que aumentam ainda mais o preço da conta. Depois do Rio de Janeiro, seguem os estados de Minas Gerais, com uma taxa de R$ 6,19 a cada 100 KWh, seguido do Espírito Santo, com uma taxa de R$ 6,09 e de São Paulo, com R$ 5,81 reais, de acordo com dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).




Estas condições se aplicam mesmo o Brasil sendo um país rico em recursos naturais, que deveriam facilitar a produção de energia. Dados da Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) revelam que o Brasil tem uma tarifa média 127,3% mais cara que a dos EUA e 94,9% mais cara do que a do Canadá.


Apesar de grande parte do preço pago na conta de luz nos últimos meses ser referente ao preço da geração mais cara de energia elétrica, fruto da crise hídrica que fez com que as usinas termelétricas mais caras tivessem que ser acionadas, durante a bandeira verde, somente cerca de 40% do valor da conta é destinado para a geração de energia. Os outros 60% são custos de distribuição, encargos e transmissão. Cerca de 36,8% do preço corresponde à carga tributária. Em outros países, como a Hungria, a carga tributária é de 10%, na Polônia é de 7%, na Espanha e nos EUA é de 5%.


Como mencionado acima, o Brasil é um país rico em recursos naturais. Há várias opções de matrizes energéticas e, entre elas, está a energia solar. O Sol é o recurso natural mais abundante do qual se tem conhecimento e o mercado de energia solar vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, comprovando que esta matriz é segura, de fácil instalação e a solução para os altos preços na conta de luz.


Com energia solar, o consumidor pode diminuir até 95% do preço pago na conta de luz, pagando somente pelas taxas da distribuidora de energia elétrica. Ao adquirir um sistema de energia solar fotovoltaica, o consumidor passa a gerar a sua própria energia, não sendo assim mais dependente das oscilações de preço, das altas taxas ou de matrizes mais caras.


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo